Idiomas em um currículo

Eleger os idiomas para seu currículo não é tão simples, por isso é nos que decidimos como deve indicar. Os melhores exemplos para que seu currículo fique perfeito.

Quando você está na realização do seu currículo, se dá conta que são muitos elementos que devem ser incluídos. Dentro de todos os parágrafos existem, os cursos que você já tenha feito, a experiência professional, suas habilidades ou competências, seus interesses e os idiomas que você fala, assim como seu nível de domínio.

Como colocar idiomas no currículo? Deve ser mencionado todos ainda que seu nível não seja muito elevado?

Como indicar os idiomas em seu currículo

Dentro de um currículo, destinamos um parágrafo titulada “idiomas” para colocar as línguas estrangeiras que dominamos.

Nível de domínio de um idioma

Para especificar o nível de domínio de uma língua estrangeira, deve se evitar categorias como “nível escolar” ou “noções”. A maneira professional de mencionar qual seu nível de um idioma é da seguinte maneira:

  • Básico
  • Intermediário
  • Professional
  • Bilíngue ou língua materna

Em caso de que seja bilíngue por ter nascido em um pais com idiomas oficiais ou porque tem ais de diferentes nacionalidades, o nível de idioma é “bilíngue“.

Currículos prontos para download grátis

Como selecionar os idiomas para seu currículo?

Assim como as habilidades e competências que inclui dentro do seu currículo, quando menciona que você fala uma língua estrangeira, é necessário que seja útil para o contexto professional em que na qual você deseja participar, acima de tudo, funcional para a vaga. As informações encontradas na oferta de emprego devem corresponder ao que você mostra em seu currículo.

Por exemplo, se você quer aplicar para trabalhar em uma loja de roupa na Cidade do México, o mais adequado é que fale espanhol e que tenha noções de inglês, porque é uma cidade turística, mas se inclui o Basco ou grego, este não terá maior relevância para sua candidatura.

Da mesma forma, se vai trabalhar em uma multinacional, não serviria muito para que tenha domínio sobre o dialeto de uma cidade ou a cidade natal de seus avos. Lembre-se que se deve compreender incluso falar o idioma que menciona dentro do seu currículo.

De fato, mencionar que você domina outro idioma durante a entrevista pode fazer com que o recrutador mude o idioma da conversa; portanto, é muito importante que você realmente domine o que menciona.

Em geral, não se deve mentir no seu currículo, mas, mentir especificamente no parágrafo dos idiomas, poderia ficar muito mal de ante dos olhos dos recrutadores.

Exemplos de parágrafos de idiomas em um currículo

Existem diferentes formulas para escrever o nível de domínio que tenha sobre a língua estrangeira em seu currículo.

Exemplos de como organizar o idioma

  • Básico. Isto significa que é capaz de expressar-te corretamente e de compreender o diálogo com um interlocutor estrangeiro.
  • Intermédio. Esse nível é capaz de ter uma verdadeira conversação.
  • Professional. Você possui as habilidades necessárias para usá-lo no trabalho e conhece a terminologia profissional no idioma estrangeiro.
  • Bilíngue. Este é um dos dois idiomas que tem como língua materna. Seu domínio é perfeito e natural.
  • Nativo ou língua materna. O idioma em que nasceste.

Por exemplo, para quem fala inglês, é recomendável colocar os pontos obtidos na prova do TOEFL ou TOEIC e no ano em que o teste foi realizado. Com a pontuação mencionada, o recrutador terá uma ideia mais precisa do nível que você possui e se o seu perfil corresponde ao que ele está procurando.

como-poner-el-idioma-en-el-curriculum

Modelo de Currículo em Inglês para baixar grátis

Exemplos dos níveis de idiomas com a pontuação e certificado

Na sessão de idiomas também podemos escrever a seguinte formula:

  • Inglês: TOEFL 2019: 95/120
  • Frances: professional

Existe muitos tipos de normas para apresentar o domínio de um idioma. Também existe uma norma internacional onde se mede mediante letras A B e C.

  • A1 e A2. Corresponde ao conhecimento básico ou elementar que adquirimos no ensino fundamental ou como disciplina esporádica no ensino médio.
  • B1 e B2. Corresponde ao conhecimento básico ou elementar que adquirimos no ensino fundamental ou como disciplina esporádica no ensino médio.
  • C1 e C2. Um conhecimento professional da língua estrangeira.

Como escrever os idiomas dentro do seu currículo

Seja para uma inscrição ou para um estágio, não é necessário colocar uma longa lista de idiomas estrangeiros no currículo. Os mesmos critérios devem ser utilizados para experiências profissionais ou para habilidades e competências, nunca colocar muito, apenas o essencial para que o perfil seja completo e profissional.

É importante que unicamente menciones os idiomas que poderiam ser úteis para a vaga que você aplica.

No entanto, graças à globalização, é cada vez mais comum que grandes empresas tenham pessoas de diferentes países, o que poderia facilitar a comunicação ou mesmo abrir oportunidades para outra posição ou cargo.

Descubra como fazer um Curriculum Vitae em inglês

Se deve colocar a língua materna em seu currículo?

  • Se vai aplicar uma candidatura dentro do seu pais natal, é obvio que tem este idioma com língua materna. ➜ NÃO
    *Ao menos que seja um requisito mencionado na ficha da vaga.
  • Se você vai aplicar para uma vaga que está no exteriorote recomendamos fazer uma menção. Além, do caso de que tenha2 línguas maternasé muito importante que menciones e se classifica como nível bilíngue. ➜

Baixe já um modelo de CV simples grátis

Modelos de Currículos Word para Preencher