A Carta de Apresentação

Você já estruturou e redigiu o seu Currículo. Agora pode candidatar-se ao emprego que procura, ou não? Ainda falta a carta de apresentação.Esse elemento é fundamental para que o empregador conheça algo mais além das suas formações, competências e experiência.

O que é uma carta de apresentação para um trabalho?

É o elemento que vai diferenciar você de outros candidatos ao cargo. O Currículo é formal e fala sobre títulos e diplomas. A carta de motivação para emprego é a oportunidade para você valer-se da sua criatividade, para falar sobre as coisas que o motivam e sobre como você se vê no futuro fazendo aquilo para o que for contratado.Com certeza você vai cuidar do tratamento, mas lembre que a carta de pedido de emprego permite uma certa informalidade. Escreva sobre “você” e relaxe o esquema que você deve manter no Curriculum Vitae. Demonstre respeito, mas deixe a rigidez um pouco de lado.

Alguns conselhos para redigir uma carta de apresentação

  • A carta de apresentação para emprego segue duas direções. Por isso, fale sobre as qualidades que você vê na empresa a que se candidata e sobre as suas próprias.
  • Entretanto, cuide para que não se transforme em um longo e entediante testamento. Para isso, procure o equilíbrio entre a formalidade e o respeito, mas evite palavras complicadas ou frases clichê.
  • Cuide com muito esmero da ortografia e evite grampear a carta de motivação ao Currículo. Assim, tornará mais fácil o trabalho de quem a analisar.
  • Redija o texto principal no máximo em três parágrafos. Não é necessário dizer que palavras riscadas e rasuras são proibidas nesse tipo de documento.
  • Descubre como fazer uma carta de apresentação.

Como redigir uma carta de apresentação?

É normal que você queira falar sobre si. A tendência generalizada na hora de persuadir alguém com relação a qualquer assunto é falar sobre si. Mas, o que acontece quando você tem uma reunião e essa pessoa não faz nada mais do que falar sobre si mesma? Isso é entediante.O empregador já sabe que, de algum modo, você é especial e que reúne uma série de requisitos para o emprego. Isso consta no seu Currículo moderno.Portanto, comente na sua carta de apresentação para Currículo por que os escolheu para candidatar-se, por que quer trabalhar nessa empresa e mencione o que você admira na empresa.Veja isso como um gesto de humildade, como uma oportunidade para demonstrar o seu verdadeiro interesse antes de esperar que eles demonstrem o deles. Quem não gostaria de contratar pessoas que se interessem pela empresa? Pense nisso.

Foque nessa empresa específica o que você diz na sua carta de emprego. Os modelos de cartas de apresentação genéricos que servem para qualquer emprego, podem ser interpretados como documentos que você tem impressos ou preparados em série.

A produção em série não funciona na hora de encontrar o seu emprego porque nem todas as empresas são iguais, nem têm os mesmos valores.

Indague, investigue, aprofunde no que esta empresa é única e faça com que saibam disso.

Uma vez que você tenha escrito e dedicado tempo a isso que mencionamos, chegou a hora de dedicar-se a comentar qual a sua proposta de valor, o que você tem a oferecer que torna você diferente.

Se não souber o que dizer sobre si (isso ocorre com frequência, geralmente por questão de autoestima), faça um pequeno levantamento das qualidades que são esperadas para o posto e revise quais delas você possui. Você as têm? Então apresente um exemplo de cada uma. Três delas serão mais que suficiente para que a sua carta de apresentação para este emprego cause o impacto que você espera.

Por que uma carta de apresentação deve acompanhar o seu Currículo?

Porque o empregador quer conhecer você. Quer aprofundar aquilo que define você como pessoa. Sim, por pouco que seja o conteúdo que você possa escrever, uma pessoa qualificada em RH saberá extrair ouro de uns poucos parágrafos.

Por isso, é de vital importância que você leve os nossos conselhos em consideração e os aplique nesse elemento importante. Imagine apenas que você escreve uma carta de motivação para uma pessoa especial. Você a escreveria como qualquer outro texto? Claro que não.

A empresa que busca os seus serviços quer saber o que torna você único. Lembre que os Currículos que o recrutador recebe serão todos muito similares, pelo menos quanto à formação.

carta-de-motivacao

Tipos de carta de apresentação

Carta de motivação em resposta a uma oferta de emprego

Esta é a carta que você redige quando quer responder a uma oferta de emprego publicada em distintos meios.

Digamos que se trata de uma carta de “reação”, porque você só a preparará após tomar conhecimento de um anúncio. É por isso que requer muita especificidade, pois você sabe a quem se dirige

Se você não conhece em detalhe aspectos fundamentais da empresa que a receberá, deve dedicar tempo a pesquisar sobre a sua cultura organizacional e, especificamente, a que ela se dedica.

Carta de apresentação para emprego espontânea ou de autocandidatura

É o oposto da anterior, pois é proativa. Não é necessária uma oferta de emprego para você decidir enviá-la.

Ocorre às vezes que você queira oferecer os seus serviços e apresentar o seu Curriculum Vitae. Nesse caso, a carta de apresentação é vital, pois nela você pode manifestar o seu interesse em tomar parte de uma empresa sem que alguém o peça.

O resultado pode ser que a organização em questão valorize com especial atenção o fato de que alguém queira trabalhar com eles.

A principal desvantagem de redigir este último tipo de carta de motivação, é que, se a enviar a diversas empresas, precisará de muito tempo para adequar a sua oferta a cada uma delas. Então você poderá incorrer no erro de fazer uma carta de apresentação genérica com menos possibilidade de sucesso.

A quem dirigir a sua carta de motivação?

A carta de motivação para emprego para uma empresa deve ser dirigida a uma pessoa específica. Nesse caso, o encarregado do departamento de RH. Esta informação nem sempre está acessível a todos, então, o conveniente nesse caso, é dirigi-la à empresa em seu respectivo nome.

Uma última recomendação: evite as cartas genéricas do tipo: “a quem interessar possa”, quanto mais autênticas e personalizadas, tanto melhor.

5 - 1 votos